A inteligência artificial está mudando a saúde mental

Ilustração de um cérebro dentro da caixa craniana de uma figura

Categoria: Terapia online

Avatar de Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Importante: este artigo é meramente informativo e insuficiente para um diagnóstico definitivo. Sendo assim, é recomendado agendar uma consulta sobre seu caso em particular.

Publicidade
Início do artigo

Desde o seu lançamento, o ChatGPT tomou conta do imaginário da internet. Esse chatbot de inteligência artificial desenvolvido pela OpenAI tem um número aparentemente ilimitado de usos, e definitivamente não se limita a escrever ensaios e cartas de apresentação.

Como o ChatGPT fornece informações de maneira conversacional, ele oferecerá dicas rápidas caso você faça uma pergunta relacionada à sentimentos de desesperança e medo do futuro.

Ele pode não ser uma pessoa real, mas fornece informações exatas e sem que você precise vasculhar vários websites, nem o deixa esperando por uma consulta com um Psicólogo humano.

O único problema é que o ChatGPT não foi projetado para ser um Psicólogo, e está desatualizado desde 2021. Então, nem é preciso dizer que há muitos riscos em receber sugestões de saúde de uma inteligência artificial que não cursou Psicologia.

Publicidade

Pontos positivos da inteligência artificial ​​na terapia

Mesmo que desconsideremos o ChatGPT por um momento, ainda há muitos avanços acontecendo quando se trata de saúde mental e inteligência artificial. Deveria ser tão normal ter um aplicativo de saúde mental em seu telefone e em suas mãos quanto qualquer outro.

Leia também:  O que fazer se a terapia não estiver funcionando?

Os Psicólogo humanos são apenas isso: humanos. Eles são tendenciosos, racistas ou homofóbicos, mesmo que de maneira inconsciente. Então, usar uma inteligência artificial como Psicólogo elimina o risco do paciente trabalhar com alguém que pode não dar certo.

Ou, também, as pessoas podem se sentir preocupadas com o fato do Psicólogo julgá-las ou compartilhar informações confidenciais, ou não se sentirem prontas para falar com uma pessoa real sobre tópicos delicados. Principalmente se já tiveram experiências negativas com a terapia.

Não apenas isso, mas às vezes os Psicólogos ficam doentes, precisam cancelar ou adiar sessões. Em contraste, uma inteligência artificial não tem esse problema.

No futuro, é provável que as ferramentas baseadas em inteligência artificial sejam capazes de fornecer tratamentos mais personalizados para indivíduos que sofrem de problemas de saúde mental, por meio de uma variedade de informações, como hábitos de vida, histórico médico e muito mais.

Leia também:  Sobre o que falar na terapia com o Psicólogo?

Em alguns casos há longas listas de espera para a consulta. Um Psicólogo humano só pode falar com uma pessoa, ou grupo, por vez. E eles precisam dormir ou fazer pausas para o almoço

Muitas vezes as pessoas têm sessões uma vez por semana, mas podem precisar de suporte em outro momento. Então a inteligência artificial se torna uma ponte entre as necessidades das pessoas, de uma forma que os humanos simplesmente não conseguem.

Pontos negativos da inteligência artificial ​​na terapia

Os problemas de segurança e privacidade são grandes. Quando você compartilha informações com uma inteligência artificial, para onde elas vão? Pode haver riscos de hacking, por exemplo?

Além disso, a conexão humana é fundamental na terapia. Embora seja uma relação Psicólogo-paciente, a interação face a face é uma grande responsável pela eficácia do tratamento. É por isso que as pessoas se abrem.

As terapias baseadas em inteligência artificial não são capazes de interpretar as pistas não verbais para a aliança terapêutica bem-sucedida. Elas também não são capazes de fornecer o mesmo nível de apoio emocional e compreensão de um ser humano.

O desenvolvimento de terapia baseada em inteligência artificial é certamente empolgante. Mas ainda não chegamos lá. Mesmo a melhor inteligência artificial ainda não é capaz de superar um Psicólogo bom, qualificado e capaz.

As possibilidades para o futuro dos cuidados de saúde mental são vastas e a inteligência artificial poderá ser uma opção viável no futuro. Mas, por enquanto, as pessoas precisam ter cuidado com a tentação de usar as ferramentas do Chat GPT para obter conselhos sobre saúde mental.

Leia também:  Como convencer alguém a fazer um tratamento psicológico?

Incorporando a inteligência artificial nos cuidados de saúde mental

A combinação de terapia humana e inteligência artificial será, provavelmente, a melhor opção no futuro. Enquanto uma proporciona um suporte rápido quando você estiver em extrema necessidade, a outra continua sendo a principal solução contínua para atendimento.

Afinal, todo mundo é diferente. Para algumas pessoas, o Psicólogo humano é a única opção, enquanto outras estarão mais abertas à terapia de inteligência artificial.

O futuro da saúde mental e da inteligência artificial

Ainda é cedo para usarmos plenamente a inteligência artificial na saúde mental, embora claramente mudanças estejam acontecendo. Mas, o que estamos vendo é um apetite cada vez maior por uma solução digital.

No geral, as ferramentas baseadas em inteligência artificial são benéficas para ajudar na saúde mental mas, atualmente, não devem ser usadas como um substituto para as formas tradicionais de terapia.”

Sobre o autor: Emilson Lúcio da Silva

Avatar de Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Artigos relacionados

Avatar do Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Autor: Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Emilson Lúcio da Silva é Psicólogo desde 2012. Ele possui o título de especialista pelo Conselho Federal de Psicologia e é reconhecido como uma autoridade na área de saúde mental.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *