Você é casado, mas apaixonado por outra pessoa?

Uma pessoa casada, mas apaixonada por outra pessoa.

Categoria: Casamento

Avatar de Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Importante: este artigo é meramente informativo e insuficiente para um diagnóstico definitivo. Sendo assim, é recomendado agendar uma consulta sobre seu caso em particular.

Publicidade
Início do artigo

Descobrir que você está apaixonado por outra pessoa que não seja seu cônjuge é assustador. Afinal, é difícil processar esses sentimentos de maneira saudável e temer que o casamento esteja chegando ao fim.

Estar apaixonado por outra pessoa é traição?

Não há traição só porque você está apaixonado por outra pessoa. Afinal, você não fez nada para prejudicar seu cônjuge, desde que seus sentimentos não progridam para encontros e infidelidade.

A principal lição é reconhecer que desenvolver sentimentos por alguém que não seja seu cônjuge é uma ocorrência normal e cotidiana. Relacionamentos próximos e não sexuais são uma parte necessária e saudável da interação social humana.

Não se preocupe tanto com seus sentimentos quanto com suas ações; seus sentimentos não estão errados, nem são desrespeitosos com seu parceiro. Agir de acordo com seus sentimentos, entretanto, seria seriamente prejudicial.

Leia também:  Você sabe identificar um relacionamento tóxico?

Gerenciando os sentimentos por outra pessoa

As paixões e a atração romântica inicial podem ser sentimentos intensos. Nos estágios iniciais de uma paixão, as substâncias químicas no cérebro ficam descontroladas, levando a um desejo intenso de estar perto do alvo da paixão.

Você pode ter pensamentos ou fantasias intrusivas sobre a pessoa. Como você está em um relacionamento sério, esses sentimentos também podem vir acompanhados de culpa.

É difícil deixar de ser apaixonado por outra pessoa apenas com força de vontade, então existem algumas coisas que você pode fazer para facilitar o processo.

Estabelecer limites firmes consigo mesmo

Estabelecer limites firmes com uma pessoa por quem se está apaixonado começa por você, não por ela. Cada pessoa idealiza a própria paixão quando desenvolve sentimentos por alguém, e essas ideias podem ser imprecisas quando não se tem tempo suficiente para conhecê-la.

Estabeleça um limite firme consigo mesmo para não arriscar seu casamento com base em sentimentos imprecisos e movidos por hormônios. Prometa conscientemente a si mesmo não perseguir sua paixão.

Analisar seus sentimentos

Pense analiticamente sobre seus sentimentos por sua paixão. Entenda o que você gosta neles e por que você se sente assim. A maioria das pessoas desenvolve sentimentos por parceiros românticos com base em suas necessidades, e compreender de onde vêm seus sentimentos dará uma visão importante sobre suas próprias necessidades e desejos.

Leia também:  O consumo de conteúdo adulto prejudica o relacionamento?

Depois, reserve um tempo para pensar no que você não gosta na pessoa que você gosta. Os sentimentos iniciais de atração romântica fazem com que a maioria das pessoas olhe para parceiros em potencial através de óculos cor de rosa; falhas e sinais de alerta são ignorados enquanto características positivas e atraentes são amplificadas.

Avaliar seu casamento

Avaliar seu casamento ajuda a entender o que está faltando nele. Compare a análise de sua paixão com a análise de seu casamento e tire conclusões perspicazes, sempre observando o que atrai você em sua paixão, mas não em seu cônjuge.

Trabalhando em seu próprio casamento

Muitas pessoas falam sobre trazer a “faísca” de volta ao casamento por meio de grandes atos de romance e paixão. A paixão é sem dúvida importante, mas os sentimentos subjacentes de conexão e intimidade baseiam-se na confiança, na compaixão e na empatia.

Estar apaixonado por outra pessoa que não seja seu cônjuge acontece com a maioria das pessoas, mas também indica que certas áreas do seu casamento precisam de melhorias.

É fácil para os cônjuges cair em rotinas que não permitem muito romance ou tempo de qualidade, e pode haver necessidades específicas que não estão sendo atendidas por uma ou ambas as partes.

Portanto, trabalhar em seu próprio casamento resolverá completamente seus sentimentos por alguém que não seja seu cônjuge.

Leia também:  Como fazer ele sentir a sua falta com vários truques infalíveis?

Melhore a comunicação

Se você acha que a comunicação com o seu cônjuge precisa ser melhorada, tente o seguinte:

  • Certifiquem-se de resolverem pequenos problemas;
  • Sejam positivos na comunicação;
  • Mantenham o foco.

Aumente a intimidade não sexual

Conversas profundas, segredos compartilhados e permitir que seu parceiro expresse abertamente seus sentimentos são métodos excelentes para aumentar a força de sua conexão.

Publicidade

Experimente coisas novas com seu cônjuge, como ler um livro juntos ou fazer um curso. Aprender coisas novas juntos fortalece o vínculo entre parceiros, assim como trabalhar em prol de um objetivo comum.

Palavras finais sobre estar apaixonado por outra pessoa

Estar apaixonado por outra pessoa é um processo normal pelo qual milhões de pessoas passam. Embora seja angustiante, é um ótimo momento para avaliar seus desejos, necessidades e situação conjugal.

Os sentimentos associados a uma paixão não são baseados na realidade; você está visualizando uma versão idealizada da pessoa por quem você tem sentimentos.

Gerencie os sentimentos indesejados de atração conectando-se mais com seu parceiro de maneiras não sexuais, melhorando a comunicação e avaliando suas próprias necessidades para garantir que sejam atendidas.

Sobre o autor: Emilson Lúcio da Silva

Avatar de Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Artigos relacionados

Avatar do Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Autor: Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Emilson Lúcio da Silva é Psicólogo desde 2012. Ele possui o título de especialista pelo Conselho Federal de Psicologia e é reconhecido como uma autoridade na área de saúde mental.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *