Você é uma pessoa amaldiçoada pelo perfeccionismo?

Nível de bolha em equilíbrio

Categoria: Perfeccionismo

Avatar de Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Importante: este artigo é meramente informativo e insuficiente para um diagnóstico definitivo. Sendo assim, é recomendado agendar uma consulta sobre seu caso em particular.

Publicidade
Início do artigo

Você conhece alguém que cresceu em uma circunstância extrema e acabou se tornando uma pessoa amaldiçoada pelo perfeccionismo, acreditando que deve fazer tudo certo para sobreviver?

Essa pessoa foi educada pelos seus pais de que precisa saber tudo (como se isso fosse possível), e que não pode errar. Ela é uma pessoa amaldiçoada pelo perfeccionismo, e se continuar seguindo essa crença de infância, terá um caminho difícil e exaustivo pela frente.

Publicidade

O perfeccionista é induzido a acreditar que só existe uma maneira de fazer as coisas, e esta é a maneira certa. Isso restringe consideravelmente seu campo de experiência, e não deixa muito espaço para a espontaneidade.

Ser uma pessoa amaldiçoada pelo perfeccionismo também é muito cansativo, pois ela precisa estar constantemente vigilante para não fazer nada de errado. Como o perfeccionista trabalha muito para fazer tudo “certo”, ela é extremamente sensíveis a críticas.

Leia também:  Qual a relação entre o TDAH e o perfeccionismo?

Certamente há momentos em que ser perfeccionista é uma vantagem. Quando uma pessoa está encarregada de desligar um reator nuclear, então é muito importante saber de todos os detalhes.

No entanto, diferenciar entre uma necessidade de atenção aos detalhes com risco de vida e um desejo de fazer as coisas “certas” é uma habilidade útil e necessária.

As experiências de infância podem não ter ensinado a identificar essa diferença.

Para uma pessoas amaldiçoada pelo perfeccionismo, pode ser difícil mudar, mas os benefícios a longo prazo serão enormes. A probabilidade é que ela:

  • Se torne uma pessoa muito mais agradável;
  • Goste mais de si mesma e;
  • Tenha mais energia e tempo anteriormente dedicado a fazer as coisas de forma perfeita.
Leia também:  Como lidar com um parceiro que espera a perfeição?

O perfeccionista precisa se libertar da crença errônea de que só existe uma maneira de fazer algo.

  • Aprender a aceitar a experiência e o conhecimento de outras pessoas;
  • Estar disposto a admitir que nem sempre estará certo;
  • Que outros métodos são tão bons quanto os seus e;
  • Às vezes até melhores.

O perfeccionista precisa começar devagar, acompanhando os planos de outra pessoa, mesmo achando que seus planos são a maneira “certa” de proceder. Escolher uma situação que não importe se der errado.

Ao testar diferentes situações, a pessoa amaldiçoada pelo perfeccionismo começará a ver por si mesmo que as crenças rígidas são autolimitantes. Elas também nos impedem de aprender novas técnicas, evoluir e refinar as maneiras de fazer tarefas.

Leia também:  9 sinais de que você pode ser um perfeccionista

Depois de abandonar a crença de que existe uma maneira certa e errada de abordar as tarefas, o perfeccionista se tornará mais acessível, e sua flexibilidade aumentará.

Se ele tem filhos, os libertará da tirania de ter que agir de uma determinada maneira para obter aprovação. Desta forma, ele não estará transmitindo o traço perfeccionista para mais uma geração.

Ser perfeccionista é um obstáculo, cansativo, autolimitador e enfadonho. Se a pessoa amaldiçoada pelo perfeccionismo conseguir se persuadir a desistir das crenças, os benefícios serão surpreendentes, didáticos e enriquecedores.

Sobre o autor: Emilson Lúcio da Silva

Avatar de Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Artigos relacionados

Avatar do Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Autor: Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Emilson Lúcio da Silva é Psicólogo desde 2012. Ele possui o título de especialista pelo Conselho Federal de Psicologia e é reconhecido como uma autoridade na área de saúde mental.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *