O que é uma pessoa perfeccionista?

Homem velho, de barba, e com uma lupa sobre o seu olho direito

Categoria: Perfeccionismo

Avatar de Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Importante: este artigo é meramente informativo e insuficiente para um diagnóstico definitivo. Sendo assim, é recomendado agendar uma consulta sobre seu caso em particular.

Publicidade
Início do artigo

Uma pessoa perfeccionista tem um traço de personalidade que torna a vida parecida com um relatório interminável sobre realizações ou aparências.

Quando saudável, é automotivado e leva a superar adversidades e alcançar o sucesso. Quando insalubre, é um caminho rápido e duradouro para a infelicidade.

O que torna o perfeccionismo um problema é que, embora aqueles em suas garras desejem o sucesso, eles estão mais focados em evitar o fracasso, resultando em uma orientação negativa. Eles não acreditam no amor incondicional, esperando que o afeto e a aprovação dos outros dependam de um desempenho perfeito.

O que torna uma pessoa perfeccionista?

O perfeccionismo é impulsionado principalmente por pressões internas, como o desejo de evitar o fracasso ou julgamento severo.

É provável que haja um componente social também, porque as tendências perfeccionistas aumentaram substancialmente entre os jovens nos últimos 30 anos, independentemente de gênero ou cultura.

Acredita-se que um dos fatores para esse aumento são:

  • A maior competição acadêmica e profissional;
  • Presença generalizada das redes sociais;
  • As prejudiciais comparações sociais que ela provoca;
  • Problemas de saúde mental, como ansiedade ou transtorno obsessivo-compulsivo (TOC);
  • Ter um pai que exibe um comportamento perfeccionista ou expressa desaprovação quando os esforços dos filhos não resultam na perfeição.
Leia também:  O perfeccionismo deixa você socialmente desconectado

Quais são os sinais de uma pessoa perfeccionista?

A maioria das pessoas deseja alcançar o sucesso, mas trabalhar duro para atingir seus objetivos nem sempre indica um comportamento perfeccionista.

Uma pessoa que é perfeccionista geralmente acredita que nada do que faz vale a pena, a menos que seja perfeito. Em vez de se orgulhar de seu progresso, aprendizado ou trabalho árduo, ela pode se comparar com outros constantemente ou se fixar em obter resultados perfeitos.

Mesmo quando uma pessoa com traço perfeccionista obtêm o resultados desejado, ela ainda fica insatisfeita. Ela pode sentir que, se realmente fosse perfeita, não teria de trabalhar tanto para atingir seus objetivos.

Alguns exemplos de perfeccionismo incluem:

  • Estabelecer expectativas irrealisticamente altas para si próprios e para os outros;
  • Ser rápido em encontrar falhas;
  • Ser extremamente crítico em relação aos erros;
  • Procrastinar obrigações por medo do fracasso;
  • Ignorar elogios e não comemorar o sucesso;
  • Procurar pessoas específicas em suas vidas para obter aprovação e validação;
  • Gastar 30 minutos escrevendo e reescrevendo um e-mail de duas frases;
  • Acreditar que perder dois pontos em um teste é um sinal de fracasso;
  • Dificuldade em sentir-se feliz por outras pessoas que têm sucesso;
  • Restringir-se aos padrões das realizações dos outros ou comparar-se desfavoravelmente e irrealmente com os outros;
  • Matar aula ou evitar uma tarefa árdua porque é inútil fazer um esforço a menos que a perfeição possa ser alcançada;
  • Focar no produto final, e não no processo de aprendizagem;
  • Evitar jogar um jogo ou tentar uma nova atividade com amigos por medo de ser mostrado como menos do que perfeito.
Leia também:  O medo do fracasso, perfeccionismo e ansiedade

Quais são os diferentes tipos de perfeccionismo?

Acredita-se que alguns tipos distintos de perfeccionismo existam. Embora esses tipos compartilhem comportamentos semelhantes, seus motivos e resultados costumam ser diferentes.

Perfeccionismo para padrões pessoais

Esse tipo de perfeccionismo é considerado saudável, pois não leva ao estresse excessivo ou ao esgotamento. Pessoas com perfeccionismo de padrões pessoais têm menos probabilidade de usar hábitos prejudiciais para lidar com o estresse.

Perfeccionismo autocrítico

Esse tipo de perfeccionista é mais propenso a se intimidar com as metas que estabeleceu para si mesmo do que a se sentir motivado. Ele pode se sentir desesperado com mais frequência porque seus objetivos nunca se tornarão realidade. Ele tem mais probabilidade de levar a emoções negativas, como angústia, evitação, ansiedade e autocondenação.

Perfeccionismo socialmente prescrito

Esse tipo de perfeccionismo descreve pessoas com empregos que exigem extrema precisão, como advogados, profissionais médicos e arquitetos. Indivíduos nessas profissões experimentam mais pensamentos desesperançados, estresse e um risco maior de automutilação e suicídio

O perfeccionismo socialmente prescrito também se aplica a pessoas que seguem altos padrões culturais ou sociais e que se esforçam para cumprir essas metas irrealistas.

O perfeccionismo é uma doença mental?

Perfeccionismo é um traço de personalidade que pode ser prejudicial quando levado a extremos.

Embora não seja considerada uma doença mental em si, é um fator comum em muitos transtornos, particularmente aqueles baseados em pensamentos e comportamentos compulsivos, como o transtorno obsessivo-compulsivo (TOC).

Publicidade

Os perigos de ser uma pessoa perfeccionista

A perfeição é uma abstração, uma impossibilidade na realidade. Quando levada longe demais, a busca pela perfeição ocasiona resultados negativos, como:

  • Procrastinação;
  • Tendência a evitar desafios;
  • Pensamento rígido de tudo ou nada;
  • Comparações tóxicas e;
  • Falta de criatividade.
Leia também:  Como lidar com um parceiro que espera a perfeição?

O perfeccionismo disfuncional costuma ser caracterizado pelo:

  • Medo do fracasso;
  • Sentimentos de indignidade;
  • Baixa autoestima e;
  • Experiências adversas na infância.

A pessoa perfeccionista também pode apresentar:

  • Depressão;
  • Ansiedade;
  • Transtorno obsessivo-compulsivo (TOC);
  • Transtornos alimentares e até;
  • Impulsos suicidas.

Existe um lado bom para o perfeccionismo?

Existe uma diferença entre buscar a excelência e exigir a perfeição. A pessoa perfeccionista adaptativa ou positiva:

  • Define metas elevadas;
  • Têm padrões elevados;
  • Trabalha incansavelmente para seu sucesso;
  • É voltada para a realização;
  • Desejam crescimento;
  • Gostam de ser desafiadas;
  • Resolvem bem os problemas;
  • Seu perfeccionismo é uma força.

Por outro lado, a pessoa perfeccionista desadaptativa é voltada para o fracasso.

Como uma pessoa pode se livrar do perfeccionismo?

Abandonar a mentalidade de comparação pode ajudar a alcançar um alto nível, sem ficar em dívida com algum ideal impossivelmente perfeito.

É possível fazer isso praticando a atenção plena e estando presente no momento, usando uma conversa interna compassiva e desafiando os autojulgamentos negativos.

O segredo é perceber que um esforço pode valer a pena, mesmo que não seja perfeito.

Qual é a diferença entre perfeccionismo e Transtorno obsessivo-compulsivo?

Os termos perfeccionista e Transtorno obsessivo-compulsivo costumam ser usados ​​alternadamente, mas não são os mesmos.

  • Perfeccionismo é um traço de personalidade caracterizado por altas expectativas e padrões;
  • Transtorno obsessivo-compulsivo é uma condição psiquiátrica em que uma pessoa experimenta pensamentos intrusivos e/ou comportamentos repetitivos que não consegue controlar.

Uma pessoa perfeccionista pode ou não ter Transtorno obsessivo-compulsivo.

Sobre o autor: Emilson Lúcio da Silva

Avatar de Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Artigos relacionados

Avatar do Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Autor: Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Emilson Lúcio da Silva é Psicólogo desde 2012. Ele possui o título de especialista pelo Conselho Federal de Psicologia e é reconhecido como uma autoridade na área de saúde mental.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *