Sinais de que está na hora de trocar de Psicólogo

Ilustração de várias setas amarelas, e uma em branco sinalizando mudança de direção

Categoria: Terapia online

Avatar de Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Importante: este artigo é meramente informativo e insuficiente para um diagnóstico definitivo. Sendo assim, é recomendado agendar uma consulta sobre seu caso em particular.

Publicidade
Início do artigo

Se você está passando por problemas emocionais, iniciar uma terapia é dar o primeiro passo em direção à cura. Ao iniciar esta jornada, lembre-se de que é único e tem suas necessidades específicas.

Não é apenas importante que você escolha o tipo de terapia que funcione melhor para sua condição de saúde mental, mas também é fundamental que encontre um Psicólogo com quem se sinta confortável.

Na verdade a relação terapêutica é uma das principais preocupações das pessoas em terapia e, se não houver uma boa combinação entre paciente e Psicólogo, fortes impactos negativos poderão aparecer.

Aqui estão alguns sinais de que vocês não formaram uma boa relação terapêutica e é hora de trocar de Psicólogo:

Antes de examinarmos os tipos de relacionamento terapêutico mais desfavoráveis, vamos considerar algumas características dos bons Psicólogos.

Deve-se notar que, muitas vezes, não é uma questão de quem é um “bom ou mau Psicólogo”, mas quem é uma boa combinação para suas necessidades e personalidade específicas.

De um modo geral, os Psicólogos mais adequados para você terão as seguintes características:

  • Alguém com quem você tem um bom relacionamento, se sente à vontade para se abrir, que ouve bem e parece interessado no que você está dizendo;
  • Alguém em quem você confia para tratar de assuntos particulares, compartilhar emoções que normalmente não compartilha com outras pessoas e que respeita seus limites em termos do que você se sente confortável em compartilhar e quando;
  • Alguém que se sente um aliado, que torce por você, que quer o melhor para você e que entende sua perspectiva.
Leia também:  Para que servem os relógios no consultório dos Psicólogos?

Sinais de que um Psicólogo não é bom

Assim como diferentes pessoas parecem não ser interessantes, o primeiro ou segundo Psicólogo que experimentar também pode não sê-lo. Na verdade, é comum que as pessoas experimentem alguns Psicólogos até encontrar aquele que criam vínculo terapêutico.

Também é possível acontecer que depois de alguns meses ou anos você precisar de um Psicólogo diferente. Aqui estão alguns sinais de que ele não é a melhor opção para você no momento:

Você não precisa gostar do seu Psicólogo ou sentir que ele é alguém de quem seria amigo fora da terapia, mas precisa gostar de sua personalidade e considerá-lo confiável.

As pessoas que não gostam da personalidade de seu Psicólogo, ou que não o considera alguém para admirar têm experiências negativas com a terapia.

Seu Psicólogo está envolvido em comportamentos antiéticos

Comportamentos antiéticos de um Psicólogo envolvem:

  • Toques inapropriados;
  • Pedir favores sexuais;
  • Violar a confidencialidade e;
  • Pedir ou aceitar subornos.

Se seu Psicólogo estiver violando o Código de Ética Profissional do Psicólogo, você deve denunciá-los ao Conselho Regional de Psicologia do seu Estado.

Em essência, qualquer Psicólogo que se envolva em comportamentos antiéticos está quebrando sua confiança. Experimentar qualquer tipo de comportamento antiético é extremamente prejudicial para a pessoa que recebe a terapia, e é por isso que você deve encerrá-la o mais rápido possível.

Seu Psicólogo não é culturalmente sensível

Todos nós viemos de diferentes origens, etnias e religiões. Seu Psicólogo não precisa ter o mesmo histórico que você, mas é imperativo que seja sensível ao seu.

Se ele parece impor sua própria agenda cultural ou religiosa, ou está pedindo que você rejeite a sua, isso é um sinal de alerta. Da mesma forma, se ele não for sensível quanto ao seu gênero ou orientação sexual, vocês não formarão uma boa relação terapêutica.

Leia também:  Com que frequência você deve fazer sessões de terapia online?

Além disso, um Psicólogo que evita discussões sobre cultura, especialmente quando há uma diferença cultural entre vocês, não é uma boa opção.

Seu Psicólogo não é claro sobre os objetivos da terapia

A terapia não fornece resultados imediatos, e cada pessoa terá um cronograma diferente no que diz respeito ao progresso.

Ainda assim, seu Psicólogo deve ser claro sobre quais objetivos ele espera que você alcance, ou que foram alcançados.

Publicidade

Seu Psicólogo não tem o treinamento certo

Existem muitos tipos diferentes de terapia por aí, incluindo terapia cognitivo-comportamental (TCC), terapia comportamental dialética (TCD), terapia psicodinâmica e terapia interpessoal. Muitas vezes, o Psicólogo é versado ​​em mais de um tipo de terapia.

Ainda assim ele pode não ter experiência ou o treinamento certo para ajudá-lo da maneira mais produtiva, e esse é um motivo pelo qual ele não é a melhor opção para você.

Além de garantir que o tipo de terapia que ele pratica funcione para a sua necessidade, é importante que tenha experiência em lidar com as condições que você está enfrentando.

A maioria dos Psicólogos tem experiência em lidar com ansiedade ou depressão, mas se você estiver lidando com condições menos comuns, como distúrbios alimentares, transtorno bipolar ou disforia de gênero, é importante que tenha alguém com experiência em ajudar pessoas com essas condições.

Seu Psicólogo é crítico

É apropriado para um Psicólogo apontar comportamentos ou escolhas que não são úteis para você, ou que vão prejudicá-lo, mas ele nunca deve envergonhá-lo.

Se e quando for crítico, ela deve vir de um lugar de compaixão e compreensão. Se você sente que seu Psicólogo o menospreza ou parece excessivamente duro ou crítico, então é hora de seguir em frente.

Seu Psicólogo é muito amigo

É bom ter um Psicólogo que parece ser como um colega, ou alguém com quem você pode ser amigo fora da terapia. Isso vai ajudá-lo a se sentir mais confortável e à vontade. No entanto, existem limites na relação entre Psicólogo e paciente, e se ele os quebra com frequência, isso não é um bom sinal.

Leia também:  Quando é hora de parar com a terapia?

Psicólogos que são muito parecidos com amigos não vão desafiá-lo ou empurrá-lo para fora de sua zona de conforto.

Como finalizar a terapia se o Psicólogo não for bom

Mesmo que sinta que é hora de terminar a terapia, pode ser difícil dizer isso ao seu Psicólogo. Você pode se sentir preocupado por estar magoando os sentimentos dele, ou deixar ele com raiva de você. Mas, são sentimentos normais compreensíveis.

Porém, você merece um cuidado eficaz e compassivo, e isso pode significar “romper” com seu Psicólogo atual. Lembre-se também de que faz parte do trabalho dele lidar com pacientes que seguem em frente, e você não precisa se preocupar com os sentimentos dele.

Algumas dicas para dizer ao seu Psicólogo que você está pronto para desistir incluem:

  • Anotar os motivos pelos quais você gostaria de seguir em frente. Lembre-se de que você não precisa ter um motivo elaborado, simplesmente dizer: “Não acho que daremos certo” é suficiente;
  • Você pode discutir o término pessoalmente, mas se se sentir mais confortável, pode apenas ligar ou enviar um e-mail;
  • Pode ser útil ter outro Psicólogo, ou algumas alternativas, antes de terminar as coisas com o atual.

Embora você não tenha nenhuma obrigação de compartilhar isso pessoalmente, pode ser uma oportunidade para defender a si mesmo e suas necessidades. Idealmente, seu Psicólogo precisa ser receptivo e curioso sobre seu raciocínio para, em última análise, ajudá-lo a entender melhor seus sentimentos e experiências.

Palavras finais

Assim como iniciar a terapia é uma escolha corajosa, perceber que um Psicólogo não é a pessoa certa para você é um sinal de força interior.

É assustador quando você percebe que precisa seguir em frente e encontrar um novo Psicólogo, mas isso é muito comum. Não desista, você encontrará o profissional certo para você .

Sobre o autor: Emilson Lúcio da Silva

Avatar de Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Artigos relacionados

Avatar do Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Autor: Psicólogo Emilson Lúcio da Silva

Emilson Lúcio da Silva é Psicólogo desde 2012. Ele possui o título de especialista pelo Conselho Federal de Psicologia e é reconhecido como uma autoridade na área de saúde mental.